Return to site

#TBT Prêmio Laureate Brasil

O#TBT Empreendescola de hoje é para relembrar o nosso reconhecimento no Prêmio Laureate Brasil, que procura identificar jovens empreendedores sociais que fazem a diferença no seu ambiente social. Os empreendedores são divididos por regiões, sendo elas: Jovem Empreendedor Social Anhembi Morumbi (Região Sul e Sudeste), Jovem Empreendedor Social UnP e Jovem Empreendedor Social UNIFACS (Região Nordeste) e Jovem Empreendedor Social UniNorte (Região Norte e Centro-Oeste).

Os ganhadores entram para a rede da YouthActionNet, um ambiente global de jovens lideranças espalhados pelo mundo, essa organização foi fundada há 18 anos com o propósito de criar um mundo mais justo e inclusivo. Existem 24 organizações parceiras que ajudam no objetivo da YouthActionNet, oferecendo apoio para que os empreendedores sociais possam atingir seus objetivos. E o mais legal, é que agora o Empreendescola faz parte dessa rede!

A nossa co-fundadora, Juliana Freitas, representou o Empreendescola, nos apresentando como um "projeto de educação empreendedora concebido com foco em jovens de 14 a 19 anos em estado de vulnerabilidade social de cidades no interior do país, em especial oriundos de famílias beneficiadas pelo Programa Bolsa Família do governo federal, proporcionando o acesso ao conhecimento, networking e ferramentas que ajudam a pensar e construir um novo caminho ao futuro. O objetivo é estimular que esse público seja protagonista de sua vida e promova as mudanças necessárias. A partir dos pilares que norteiam o trabalho são oferecidos eventos, palestras, oficinas, debates, visitas técnicas e outras experiências complementares. Em três anos de atuação, já foram realizadas palestras para mais de seis mil jovens e obtidos mais de 450 formados, de 15 cidades diferentes do sul de minas e leste paulista".

Nos conhecemos projetos muito bacanas e admiráveis por todo o país, como o Projeto Vamos Fazer Arte e o PLANT – Fazendas Urbanas. O Projeto Vamos Fazer Arte foi criado pela jovem Ana Géssica, que quando criança teve a oportunidade de ter aulas de flauta doce, e isso trouxe para ela o objetivo de retribuir a oportunidade que teve. Dessa forma, em 2006, surgiu o "projeto que atende a crianças e a adolescentes de 6 a 17 anos em situação de vulnerabilidade e de risco social, oferecendo-lhes aulas de musicalização e prática musical, além de atividades socioeducativas. Até o momento, a iniciativa que possui 12 anos de atuação já beneficiou mais de 230 famílias, gerando emprego e renda para 20 profissionais da música".

Já o projeto PLANT – Fazendas Urbanas busca reduzir a desigualdade econômica e social brasileira oferecendo oportunidades de trabalho a pessoas em situação de vulnerabilidade. Suas ações de plantio e colheita buscam levar a agricultura para as grandes cidade e usar grandes espaços ociosos para desenvolver a produção sustentável de alimentos, evitando evitando assim a destinação incorreta e a contaminação do meio ambiente. O mais legal é que é tudo orgânico e a cada obra construída, uma outra é construída em um local de risco social.

Os selecionados participam de etapas online e presenciais, que buscam ajudá-los a conduzir e melhorar seus negócios sociais. Os aprovados nessas etapas podem ganhar o prêmio e participam da cerimônia, onde ocorre a entrega dos certificados e do prêmio de dois mil dólares, que devem ser investidos no projeto. Nós estávamos entre os 10 aprovados de 2018, ganhamos o reconhecimento e o prêmio, sendo que o dinheiro será revertido em mais oficinas e projetos do Empreendescola, buscando sempre impactar mais jovens!

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK